Saiba mais sobre O Hobbit, Senhor dos Anéis…

Marlon James prepara trilogia fantástica no continente africano!


 

O escritor Marlon James, de origem jamaicana, está escrevendo uma série de livros de fantasia, porém com o diferencial que elas estão relacionadas com o continente africano.

Marlon James é autor dos livros  John Crow’s Devil (2005), The Book of Night Women(2009), e A Brief History of Seven Killings (2014). Esse último foi publicado no Brasil com o título “Breve História de Sete Assassinatos” pela editora Intrinseca.

Em entrevista concedida ao site Veja (AQUI), publicada ontem (29 de julho de 2017)  o autor explica mais sobre suas obras e faz uma rápida análise com os filmes de Tarantino e Cidade de Deus.

Agora o autor está escrevendo uma trilogia fantástica, que tem o nome de Dark Star, onde irá explorar as origens dos negros relacionadas com lendas e histórias mitológicas africanas. O período das histórias é indeterminado, possivelmente após a queda do império romano, o que daria um clima medieval e será ambientado em reinos africanos.

Algumas pessoas criticam a fantasia, com foco em O Senhor dos Anéis de Tolkien e as Crônicas de Gelo e Fogo de George R. Martin, por não existir uma representação de negros como consideram adequados, já que essas histórias são eurocêntricas (com histórias que tem foco a Europa e não o resto do mundo). Dentro dessa mesma crítica, há poucos dias o ator John Boyega que faz um protagonista dos novos filmes de Star Wars, declarou que falta negros nos filmes de fantasia e criticou isso, conforme pode ser visto AQUI.

Marlon James parece ter estudado os livros de fantasia para entender as suas bases. A ideia de Tolkien ao iniciar seu universo foi criar uma mitologia que fosse dedicada para a Inglaterra e assim a visão seria de um tempo imaginário em que a região seria equivalente a Europa. Da mesma forma George R. Martin também informa que sua obra está relacionada com a Inglaterra (como pode ser visto AQUI). Na entrevista concedida ao site Veja, Marlon James afirmou o seguinte:

“Gosto muito de Tolkien, George R.R. Martin, entre outros. Porém, todas estas literaturas são eurocêntricas. Temos a lenda do rei Arthur, os celtas, os vikings e os vampiros. Amo todos eles, mas são todos europeus. E o que eu estou escrevendo quebra isso. A história se passa totalmente dentro da cultura da África”.

James conta que já existem convites para uma possível adaptação da trilogia, porém, é cedo para fechar qualquer negócio.

“Me deixem terminar o primeiro livro primeiro. Pois vai ser pesado… Se bem que Game of Thrones também é e as pessoas gostam. Então, é questão de esperar.”

A expectativa de lançamento do primeiro volume, Black Leopard, Red Wolf (“Leopardo Negro, Lobo Vermelho”, em tradução literal), é o segundo semestre de 2018. Os livros seguintes, Moon Witch, Night Devil (“Bruxa da Lua, Demônio da Noite”, em tradução literal) e The Boy and the Dark Star (“O Garoto e a Estrela Escura”), devem ser lançados no intervalo de dois em dois anos.

 

 

Facebooktwittergoogle_plusredditby feather

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: