Saiba mais sobre O Hobbit, Senhor dos Anéis…

Peter Jackson: “Eu não sabia que diabos estava fazendo” quando fiz O Hobbit

PeterJackson-2

Por: Sérgio Ramos.

O jornal britânico The Guardian trouxe uma revelação surpreendente dos extras do filme “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”: o diretor Peter Jackson admite que “estava voando” e inventando coisas enquanto gravava a trilogia Hobbit.

Segundo consta, o diretor da trilogia, Peter Jackson, confessa que filmou os filmes sem a preparação adequada para uma obra de tal magnitude.

De acordo com Jackson:

Como Guillermo del Toro teve que sair, eu entrei e assumi, e nós não voltamos o relógio um ano e meio para que eu tivesse um ano e meio para me preparar para projetar o filme, que era muito diferente do que ele estava fazendo. Era impossível e, como resultado dessa impossibilidade, eu simplesmente comecei a gravar o filme com a maior parte ainda sem estar pronta.

Você está lá no set de gravações e está voando, você tem essas massivas cenas complicadas, sem storyboards, e você está inventando tudo lá no local […] Eu passei a maior parte de O Hobbit me sentindo como se não estivesse no controle […] mesmo do ponto de vista do script de Fran [Walsh] e Phillipa [Boyens] e eu não tinha todos os scripts escritos para nossa satisfação e então era uma situação de pressão muito alta.

Continua o diretor explicando a fase em que estava mais “por fora”, logo antes da batalha final:

Nós tínhamos dois meses de gravações para ela em 2012, e em algum ponto quando nos aproximamos que eu fui aos nossos produtores e disse: “Como eu não sei que diabos estou fazendo agora, porque não tenho os storyboards e a preparação, por que nós simplesmente não terminamos antes?”

E então é que esse atraso dá tempo ao diretor para limpar a mente e ter um tempo quieto para inspiração para fazer a batalha, e começar a realmente construir algo.

Muitos fãs agora podem entender a razão pela qual o filme foi lançado do jeito que foi…

Facebooktwittergoogle_plusredditby feather

11 comentários

  1. Ikaro Henrique /

    Talvez por isso o filme seja melhor que o Senhor dos Anéis que é entediante, chato e sem vida. Tanto isso é verdade que o melhor do filme é o personagem de CGI “SMIGHOL”.

  2. Peter Herzog Heinz /

    O segundo filme é o melhor da trilogia , já o terceiro é um lixo cinematográfico .

  3. Rodrigo Choinski /

    A única coisa que salva é que é uma adaptação de Tolkien, e sempre é bom uma adaptação de Tolkien, o resto é ruim, o romance é um dramalhão de novela mexicana, o anão é um humano com nanismo, Gandalf está diminuído, o Bilbo (talvez única atuação comparável a trilogia do Senhor dos anéis) não foi o centro da história…

  4. alejoreba /

    E ainda que fez três filmes somando quase 9 horas, ainda vai publicar as versões estendidas!

  5. Lorenzzo Rodrigues Frade /

    Apesar de tudo, eu gostei. Mesmo com as invenções em relação aos livros e com a enrolação. Quando se lê o hobbit já adulto, não da pra evitar questionamentos como “por que diabos Gandalf ta mandando esse hobbit pra arriscar morrer só pra satisfazer uns anões? O que o mundo ganha com isso?” ou “esses porra desses anões não vão lutar? Bilbo faz tudo?”, etc. Mesmo a morte do Smaug e até a morte do Thorin foram muito pouco dramáticas.
    O filme colocou algumas coisinhas só pra ganhar audiência, como o Legolas e o romance da Tauriel. Mas também colocou coisas pra tentar dar uma profundidade na história, e acho que em grande parte foi bem sucedido.
    Só reclamo, mesmo, é da enrolação. Mesmo com tudo que foi adicionado, dava pra fazer em no máximo dois filmes. “O Hobbit” é um livro muito pequeno para três filmes.

  6. Thiago A. /

    Que coisa hein?!

  7. Luiz Felipe Barreto /

    Não entendo. Por que ele não pega as cenas já filmadas, mais o punhado que foi cortado, e faz um trabalho de edição só dele e lança um “versão do diretor”?

  8. Guilherme monteiro guimarães /

    A trilogia é legal, mas não dá para tirar os pontos negativos, como a participação de Legolas, que se tornou desnecessária e a criação de Tauriel. A atriz é até boa, mas na história, se tornou bastante desnecessária também!!!

  9. Leonardo /

    Eu gostei muito da trilogia. Acho que tem sim coisas desnecessárias adicionadas, como a Tauriel (achei a atuação da atriz ótima e tudo mais) e três filmes com cada um contendo três horas para um livro de 300 páginas….

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: