Saiba mais sobre O Hobbit, Senhor dos Anéis…

Os frontispícios de O Silmarillion e Contos Inacabados

by Eduardo Stark

Logo ao abrirmos o Silmarillion, o senhor dos anéis, o hobbit e o contos inacabados vemos escritos na parte superior e inferior do livro no frontispício, algo com runas ou alfabeto dos elfos. Cada um deles tem um significado próprio que pode ser interessante ao leitor que pretende se aprofundar nas obras do Tolkien.

Na edição brasileira de O Hobbit e o Senhor dos Anéis o próprio editor se encarregou de mostrar os significados daquele alfabeto dos frontispícios.

o-senhor-dos-aneis-livro frotiscpicio

Em o Senhor dos anéis está escrito:

“The Lord of the Rings translated from the Red Book of Westmarch by John Ronald Reuel Tolkien. Herein is set forth the history of The War of the Ring and the return of the King as seen by the hobbits.”

Que foi traduzido pelo próprio editor:

“O Senhor dos Anéis traduzido do livro vermelho do Marco Ocidental por John Reuel Tolkien. Aqui está contada a história da Guerra do Anel e do retorno do Rei conforme vista pelos hobbits”.

Em o Hobbit deve se notar que na página da “Nota à edição brasileira”, o quarto parágrafo começa dizendo o que “As runas reproduzidas nas guardas deste livro e na introdução do autor significam “Five feet high the door and three may walk abreast. Stand by the grey stone when the thrush knocks and the setting sun with the last light of Durin’s day will shine upon the keyhole”. Que foi traduzido pelo editor como “Cinco pés de altura tem a porta, e três podem passar lado a lado. Fique ao lado da pedra cinzenta quando o tordo bater e o sol poente com a última luz do dia de durin brilhará sobre a fechadura”.

As edições brasileiras de O Hobbit impressas especialmente nos últimos cinco anos pela Wmf Martins Fontes não contém essa página com os escritos em runas. Talvez uma exigência da editora HarperCollins que também passou a não publicar o frontispício com as runas em o Hobbit.

hobbit livro frontispicio

Na edição do Silmarillion e Contos Inacabados não há nenhuma informação sobre o significado dos escritos no frontispício.Talvez o editor da versão brasileira pensou em manter o livro como estava na forma original ou pode ter pensado que o leitor de O Silmarillion e Contos Inacabados já seria alguém que busca algo mais avançado na literatura tolkieniana e por isso não precisaria de recursos para ler o que está ali escrito.

No Hobbit e o Senhor dos Anéis esses escritos foram feitos pelo próprio Tolkien, mas em O Silmarillion e Contos Inacabados foi escrito pelo Christopher Tolkien, filho do professor. Pois essas obras foram publicadas após a morte do professor e coube ao seu filho fazer a edição.

Tentando manter a fidelidade ao trabalho de seu pai, Christopher Tolkien utilizou um sistema parecido com o que o professor usava para o Tegwar em Inglês, com algumas pequenas variações.

A ideia seria manter a mesma tradição de O Hobbit e O Senhor dos Anéis, que também apresentam escritos em runas ou tengwar no frontispício. Seria uma forma de mostrar a continuidade dos livros póstumos com os publicados durante a vida do professor.

Além dessas duas obras, Christopher Tolkien também editou os doze volumes da série History of Middle Earth e em cada um desses livros também escreveu os frontispícios usando o Tengwar.Por questão de espaço, vamos analisar os escritos apenas de O Silmarillion e Contos Inacabados.

 

 

FRONTISPÍCIO DE O SILMARILLION

 

 

Silmarillion title page 1

“The tales of the First Age when Morgoth dwelt in Middle-Earth and the Elves made war upon him for the recovery of the Silmarils,

“Os contos da Primeira Era, quando Morgoth habitava na Terra-Média e os Elfos fizeram guerra contra ele para a recuperação das Silmarils,

Silmarillion title page 2

to which are appended the downfall of Númenórë and the history of the Rings of Power and the Third Age in which these tales come to their end”.

aos quais estão anexadas a queda de Númenórë e a história dos Anéis de Poder e da Terceira Era em que estes contos chegam ao fim”.

Nesse frontispício Christopher Tolkien optou por não mencionar o nome de seu pai como um tradutor dos manuscritos, tal como feito em O Senhor dos Anéis. Ele se ateve apenas ao conteúdo do livro em uma espécie de resumo em poucas palavras.

Os Contos da Primeira Era são basicamente o Ainulindalë, Valaquenta, Quenta Silmarillion. Neles são narradas as histórias da criação do universo e a luta dos elfos contra Morgoth, focando especialmente nas aventuras relacionadas as Silmarils, pedras encantadas moldadas por Fëanor.

Como um anexo (pois deveria ser um manuscrito em separado ou até mesmo um livro diferente) está o Akallabêth que narra as histórias dos reis que habitavam a ilha de Númenor e a sua drástica destruição.

E por último, há um pequeno relato sobre a Terceira Era e como a luta dos elfos contra o mal na Terra Média se encerrou com a destruição do último senhor do escuro, o Sauron. Essa terceira parte é mais explorada especialmente em O Senhor dos Anéis.

FRONTISPÍCIO DE CONTOS INACABADOS

 

 

Contos 1

In this book of unfinished tales by John Ronald Reuel Tolkien which was brought together by Christopher Reuel Tolkien his son are told many things of men and elves in Numenor and in Middle-Earth,

Neste livro de contos inacabados de John Ronald Reuel Tolkien, que foi compilado por Christopher Reuel Tolkien, seu filho, são relatadas muitas coisas dos homens e elfos em Númenor e na Terra Média,

Contos 2

from the Elder Days in Beleriand to the War of the Ring and an account is given of the Druedain, the Istari, and the Palantiri. 

dos Dias Antigos em Beleriand à Guerra do Anel e uma parte é fornecida sobre os Druedain, os Istari, e o Palantiri.

Diferente do Silmarillion, Christopher Tolkien menciona ter sido o compilador do livro e também a autoria de Tolkien sobre os textos. Em seguida apresenta rapidamente do que se trata o livro. Basicamente dividido em duas partes. Uma que traz os contos inacabados relativos a primeira à terceira era e a última parte os tratados sobre os Druedain, Istari e o Palantiri.

 

Facebooktwittergoogle_plusredditby feather

Sem comentários

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: