Saiba mais sobre O Hobbit, Senhor dos Anéis…

Thorin, Escudo de Carvalho seria capaz de empunhar Orcrist? por Michael Martinez

 

Michael Martinez é um dos mais conhecidos Tolkienistas (escritor de Tolkien). Michael é autor de Visualizing Middle-earth, Parma Endorion: Essays on Middle-earth, 3rd Edition, and Understanding Middle-earth: Essays on J.R.R. Tolkien’s Middle-earth.Suas colunas são conhecidas por todo o mundo, pois já foram traduzidas para oportuguês, espanhol, grego, italiano, húngaro, finlandês, hebraico, e outros idiomas.


 

Thorin, Escudo de Carvalho poderia ser capaz de empunhar Orcrist?

 

No Hobbit, Thorin e sua Companhia recuperam duas espadas (Glamring e Orcrist) do tesouro guardado pelos três trolls, os quais são enganados pelos truques de Gandalf para que mantenham uma discussão pela noite toda até que o nascer do sol os transforme em pedra. Quando os aventureiros mostram as espadas para Elrond, ele conta a eles que foram feitas pelos Elfos de Gondolin para as guerras contra os Orcs.

Leitores astutos às vezes comparam nas notas de Tolkien a altura dos Elfos da Primeira Era (principalmente os Noldors, pois muitos deles moraram em Gondolin) com a dos Anões. No mínimo, um típico Noldor teria, em pé, 7 pés de altura ou mais, enquanto Thorin estava entre 4 ou 5 pés de altura.

Uma espada que fosse adequada para um elfo seria muito longa para alguém da estatura de Thorin, mesmo que ela fosse uma espada “curta”. Afinal, Bilbo pegou uma “faca” e nomeou-a Ferroada, usando-a como espada (a qual Frodo e Sam usaram depois dele também). Bilbo, Frodo, e Sam ficavam entre 3 pés e meio ou 4 pés de altura – ou menos da metade da suposta altura de um guerreiro Noldor da Primeira Era.

Quando os artistas da Weta estavam criando a espada que Viggo Mortensen usaria em O Senhor dos Anéis eles pediram a minha opinião a respeito de qual espada deveriam se inspirar (o leitor NÃO deve supor que eu tive qualquer participação direta no projeto da espada). Eu sugeri uma lâmina estilo Celta de meados do século 1 a.C. – essas eram espadas longas (mais longas do que a maioria das espadas medievais) e praticamente combinavam com a grande estatura dos guerreiros celtas. Diferente dos Alemães primitivos, muitas tribos Celtas tinham acesso a boas minas; mas, muitas das antigas armas Celtas eram feitas também de bronze porque eles marcaram tarde a Idade do Bronze na Europa.

Em nossas conversas nós exploramos as mudanças de altura entre os Dunedain; eu salientei que Elendil, o Alto, deveria ter aproximadamente a mesma altura de Aragorn e que ele provavelmente combinaria com a de qualquer guerreiro de Noldorin em punho e alcance. Empunhar uma espada que é muito longa para você se torna quase impossível de ter um bom desempenho em batalha. A lâmina oscila descontroladamente, embora uma pessoa bastante forte possa aprender a controlá-la.

Portanto, uma vez que concordaram comigo, a princípio os artistas da Weta estavam preocupados que se fizessem a Anduril demasiado longa, Viggo poderia não ser capaz de usá-la. “Sem problema,” eu disse. A espada era para ser reforjada de qualquer maneira. Quem foi para dizer que os ferreiros élficos de Elrond não iriam dimensioná-la para Aragorn/Viggo na altura e alcance? Por isso, você nunca vai ver o Viggo contorcendo-se para desembainhar a sua espada no filme.

Infelizmente, Thorin (e Gandalf, que é mais baixo que Aragorn) não recebe uma lâmina reforjada. Assim, enquanto o leitor poderia plausivamente assumir que Glamdring (supostamente a espada de Turgon, Rei de Gondolin) não foi curta o suficiente para Gandalf usá-la, Orcrist deveria ser menor ainda – e ainda era uma arma famosa que havia matado muitos Orcs.

Eu duvido que Tolkien tenha pensado muito nisso, mas considerando que Thorin era hereditariamente o líder de seu povo e herdeiro de Durin, como também ele era um experiente ferreiro, penso que é aceitável racionalizar que Thorin era simplesmente forte o suficiente para empunhar uma lâmina élfica.

Se você quiser ler mais sobre Thorin e Orcrist, o site de fãs The Heirs of Durin tem um artigo genial que resume o que é “conhecido” sobre Thorin e Orcrist em ambos: livro e filme. Existe também um artigo antigo que especula quem poderia ser o verdadeiro dono de Orcrist. Embora eu goste das especulações dos fãs (tenho escrito algumas delas também), a história de Gondolin é repleta de inconsciências e incompatibilidades. Christopher Tolkien sintetizou os elementos de Gondolin em O Silmarillion com o material de antes do O Senhor dos Anéis, o qual não fazia parte da mitologia da Terra-média (maior parte das informações vem da mitologia de Tolkien para a Inglaterra, The Book of Lost Tales). J.R.R. Tolkien nunca atualizou os detalhes da história e do povo de Gondolin.

————————————————————————————————

A tradução do texto foi realizada por Susane Soares e foi devidamente autorizada pelo própio autor Michael Martinez. Tendo como original o texto “Should Thorin Oakenshield Have Been Able to Wield Orcrist?” publicado em 27 de setembro de 2012 no seguinte site: http://middle-earth.xenite.org/2012/09/27/should-thorin-oakenshield-have-been-able-to-wield-orcrist/

Facebooktwittergoogle_plusredditby feather
  • Filipe Neves

    O Silmarillion deixa muito claro a força dos anões, e muitos entendem que esta é a raça mais forte, até expansões do mundo de Tolkien diferenciam os anões das outras raças pela força.Gimli por exemplo carrega um machado que dá a se entender nos livros que é muito mais pesado que qualquer arma, porque Thorin não poderia empunhar Orcrist? Com todo respeito a todo conhecimento do autor do artigo, essa não fez sentido nenhum.Os anões são muito mais capazes de carregar peso do que qualquer outra raça.