Saiba mais sobre O Hobbit, Senhor dos Anéis…

Análise do prefácio de O Senhor dos Anéis – Parte 03

tolkienpipe

by Eduardo Stark

Continuamos aqui a análise do Prefácio de O Senhor dos Anéis. Se você não leu ainda as partes anteriores basta clicar nos links abaixo:

Parte 01

Parte 02

6. O período de elaboração (1937-1948)

 

 

Aqueles que pediram por mais informações sobre os hobbits finalmente as conseguiram, mas tiveram de esperar um longo tempo, pois a composição de O Senhor dos Anéis aconteceu em intervalos entre os anos de 1936 e 1949, um período no qual eu tinha muitos deveres que não negligenciei, e muitos outros interesses como estudante e professor que frequentemente me absorviam.

Como apontado por Christina Scull e Wayne G. Hammond, o professor Tolkien se enganou quanto ao ano em que ele teria iniciado a escrita de O Senhor dos Anéis. De fato, ele começou a escrever o livro após a recusa da publicação do Silmarillion em setembro de 1937. Como ele mesmo diz em sua carta 257: “Ofereci-lhes então as lendas dos Dias Antigos, mas os leitores deles recusaram-nas. Queriam uma continuação. Mas eu queria lendas heróicas e alto romance. O resultado foi O Senhor dos Anéis”.

Os primeiros manuscritos do Senhor dos anéis foram escritos entre a metade de Dezembro de 1937 e o começo de Fevereiro de 1938. Foram primeiramente escritas cinco páginas manuscritas contando sobre Bilbo Bolseiro. Em uma segunda versão, baseada nessas páginas Tolkien introduziu a chegada de Gandalf ao Bolsão. E aos poucos foi criando a ideia de que Bilbo deveria ter um filho chamado Bingo. Mas na última versão dessa época ele fez de Bingo apenas um sobrinho.

Ao que parece, Tolkien também se equivocou quanto a data que terminou a composição do Senhor dos Anéis. Conforme pode-se verificar na carta enviada a Hugh Brogan, em 21 de Outubro de 1948, ele diz que havia terminado por completo O senhor dos Anéis, mas que o livro ainda deveria sofrer uma revisão, que só foi concluída no ano seguinte.

O professor Tolkien era muito atarefado em seu trabalho na Oxford English School. Ele promovia seminários e tinha grandes responsabilidades, como por exemplo organizar um curso para cadetes da marinha e força aérea, corrigir provas dos alunos etc. Todo esse trabalho acabava por consumir o tempo dele e assim tornava a tarefa de escrever O Senhor dos Anéis mais distante.

A demora, sem dúvida, aumentou com o estouro da guerra em 1939, e no final desse ano eu ainda não tinha terminado o Livro I.

 

Em Setembro de 1939 tem inicio a Segunda Guerra Mundial. Os anos seguintes afetariam muito a vida do professor Tolkien e sua família. Começando por seu filho mais velho, que em novembro desse mesmo ano partiu para Roma, buscando seguir o sacerdócio na Igreja Católica. O segundo filho, Michael Tolkien, se alistou no exército e se tornou artilheiro antiaéreo e por fim, o seu terceiro filho Christopher Tolkien se alistou na Força Aérea Real em 1942.

Tendo preocupações com seus filhos que se distanciaram e que poderiam estar em perigo durante a Guerra, Tolkien ainda tinha seu tempo dedicado ao Home Guard (Guarda Doméstica). Esse era uma espécie de serviço voluntário para auxiliar o país durante a Guerra. Eram desempenhadas várias funções, dentre elas fazer rondas noturnas pelo bairro e Constante vigilância.

Mais uma vez nessa parte há um equivoco do professor Tolkien. Ao escrever o prefácio Tolkien não se lembrava ao certo sobre em que parte da história havia parado de escrever em o Senhor dos Anéis. O prefácio contradiz uma carta escrita por ele em 02 de fevereiro de 1939 (Carta 35), em que disse a editora que “Ao final do último bimestre letivo, a nova história — O Senhor dos Anéis — alcançou o Capítulo 12 (e foi reescrita várias vezes)…”, O capítulo doze como originalmente organizado pertencia ao capítulo 1 do Livro II.

Apesar da escuridão dos cinco anos seguintes, descobri que a história não podia ser inteiramente abandonada, e continuei de maneira árdua, principalmente à noite, até parar perante o túmulo de Balin em Moria. Ali fiz uma pausa prolongada.

Tolkien diz que nos cinco anos de Segunda Guerra mundial ocorreu “escuridão”, demonstrando sua aversão a guerra e duro período que passou com sua família.

Mesmo diante das dificuldades enfrentadas (faltava até papel para escrever o livro), ele se dedicava especialmente durante seu único tempo ‘livre’ que eram as madrugadas e finais de semana.

Ao se referir a “parar perante o túmulo de Balin em Moria”, está indicado que ele havia terminado de escrever até o Capítulo IV, “Uma Jornada no escuro”, do livro II, Sociedade do Anel. A história tinha ficado densa e pesada nessa parte, mas Tolkien sabia que deveria continuar sua história.

Inscrições Rúnicas

Já se passara quase um ano quando comecei de novo, e então cheguei a Lothlórien e ao Grande Rio, no final de 1941. No ano seguinte escrevi os primeiros rascunhos do material que agora representa o Livro III e os inícios dos Capítulos I e III do Livro V, e ali, quando os faróis se iluminaram em Anórien e Théoden chegou ao Vale Harg, eu parei. A previsão falhara e não havia tempo para reconsiderar.

Tolkien recomeçou a escrever o livro em Agosto de 1940 e continuou a escrever até mesmo nas férias do fim de ano e no natal.

A parte da história em que leva a Sociedade do Anel até Lohtlórien (capítulos V e VI do Livro II) é talvez um reflexo da dificuldade de Tolkien em incluir elementos do Silmarillion no Senhor dos Anéis, em especial a personagem Galadriel, que possui uma complexidade singular relacionada as histórias da Primeira Era.

Tolkien acreditava que em pouco tempo poderia terminar o seu livro. Mas as circunstâncias o impediam de ter um tempo livre para se dedicar. Além disso, ele era muito detalhista e constantemente reescrevia os capítulos várias e várias vezes até atingir um ponto que entende-se adequado.

Facebooktwittergoogle_plusredditby feather

2 comentários

  1. † Paulo † /

    Cada detalhe das análises, magníficos.

  2. † Paulo † /

    Muito bom cada detalhe das análises.

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: