Escritor de ficção acusa Tolkien de ser racista contra Orcs!

Escritor de ficção acusa Tolkien de ser racista contra Orcs!

28/11/2018

Escritor Andy Duncan

Acusar Tolkien de ser racista é algo tão antigo quanto as próprias obras dele. Inicialmente, na década de 60 (do século XX), os movimentos de contra cultura, especialmente os hippies, admiravam as obras do Tolkien como verdadeiros símbolos de liberdade, pluralismo e tolerância racial. Tendo como exemplo a Sociedade do Anel, um grupo de vários indivíduos de diferentes povos e raças se unindo contra uma força maligna.

Porém, após a publicação da biografia do Tolkien escrita por Humphrey Carpenter (recentemente republicada pela editora Harper Collins Brasil veja AQUI), aquela geração de leitores descobriu que o autor do Hobbit era um senhor de idade católico tradicional e com tendências politicamente conservadoras, em muitos aspectos. Isso não foi do agrado de algumas pessoas que agora viram o grande sucesso literário como uma “ameaça ideológica”. Com isso, as primeiras declarações de que a obra do Tolkien pudesse ser racista surgiram na metade da década de 80. Desde então, aqueles que não leram as obras ou não pesquisaram sobre a vida do Tolkien têm essa visão distorcida.

Foi pensado nisso que fizemos esse artigo AQUI, mostrando a opinião do Tolkien sobre racismo, apartheid na África do Sul (onde o autor nasceu). Tolkien era contra o racismo e qualquer forma de discriminação. Ele também se posicionou contra os nazistas e sua política racial durante a segunda guerra mundial (veja AQUI, sobre Tolkien contra o Hitler).

Porém, a mentalidade de acusar sem entender a obra, ou sem ter lido com maior detalhe ainda permanece e parece que novamente isso ocorreu. O escritor de ficção Andy Duncan apresentou sua opinião sobre O Senhor dos Anéis e sobre o racismo durante uma conversa sobre sua obra “Senator Bilbo”, durante o podcast “Geek’s Guide to the Galaxy” em novembro de 2018, originalmente hospedado pela Wired magazine. O que ele disse sobre os Orcs e sua relação na Terra-média foi o seguinte:

Não é difícil perder a informação repetidas vezes em Tolkien de que algumas raças são piores que outras. Que alguns povos são piores que outros. E isso parece-me, a longo prazo, se você assimilar isso demais, haverá consequências terríveis para nós e toda a sociedade. Então, o “Senador Bilbo” é uma paródia em que há um demagogo racista passando no mundo dos halfings [Hobbits] em uma espécie de padrão desesperado para manter à distância toda a mudança que está chegando com a resolução de o Senhor dos Anéis.

Pense desta maneira. Eu não estou questionando que neste tipo paródico da Terra-média, como estou imaginando, não estou questionando que havia um Sauron, e ainda não estou negando todo o derramamento de sangue e toda aquela maldade, que precisava ser repudiada mais do que eu faria, em nosso mundo seria negar o holocausto. Por outro lado, posso facilmente imaginar que muitas daquelas pessoas que estavam fazendo a vontade do Senhor das Trevas estavam fazendo isso por mera auto-preservação e assim por diante. Que um muitas daquelas criaturas foram capturadas de sua terra por Sauron e não tiveram muita escolha do que fazer. Então, eu tive essa noção muito complicada da política de tudo isso.

Duncan também comparou o tratamento dos Orcs com os refugiados atualmente e parece ter feito criticas ao Presidente Donald Trump sobre a situação das fronteiras com o México. Segundo Andy Duncan “É mais fácil demonizar o oponente do que tentar entendê-lo e entender as forças complexas que estão liderando-os, por exemplo, os refugiados tentando atravessar as fronteiras do sul dos Estados Unidos, legalmente ou ilegalmente. È fácil construir muros e demonizá-los como “escória”.

É fato que se algum escritor desconhecido deseja fazer sucesso, comumente ele utiliza Tolkien como escada. Isso aconteceu, por exemplo, no início das carreiras de J.K. Rowling e George R.R. Martin e tantos outros escritores de fantasia, que tiveram Tolkien como fonte de inspiração. Parece que o escritor Andy Duncan teve essa mesma ideia quando escreveu o conto de “Senator Bilbo”, porém, ao invés de ressaltar as qualidades como os escritores anteriormente fizeram, em entrevistas está acusando Tolkien de ser racista (isso acabou noticiando o ocorrido em sites e jornais de grande projeção como The Telegraph).

Andy Duncan escreveu essa paródia quando descobriu que existiu um político norte-americano chamado Theodore G. Bilbo (1877-1947), cujo sobrenome é o mesmo que o nome do protagonista de O Hobbit “Bilbo Bolseiro”. Theodore era um forte pregador da “supremacia branca”, defendia a segregação e foi membro da Ku Klux Khan. Certamente Tolkien não pensava no político quando deu nome ao personagem. Esse tipo de coincidência de nomes acontecia frequentemente, como exemplo o Sam Gamgee, em que um homem com o mesmo nome enviou uma carta para o Tolkien dizendo ser homônimo do personagem.

Os comentários sobre o comentário do Andy Duncan ficam por conta de quem leu as obras. Interpretações são múltiplas e isso que produz o bom debate sobre o tema. Racismo ou qualquer forma de discriminação é algo que nossa sociedade não deve aceitar assim como o próprio Tolkien também não tolerava. E só para deixar claro… Tolkien costumava em suas cartas apelidar os nazistas de “Orcs”.

16 comments

  1. Mauro Velleda /

    Duncan apenas busca atrair para si as luzes dos holofotes desconsiderando o óbvio maniqueísmo presente na bela obra de Tolkien e que sempre esteve presente no inconsciente humano.

  2. Luis Davi /

    Ah quer dizer que todo conservador é racista!? Meu Deus onde vamos parar…

  3. Bea /

    É cada coida kkjj

  4. Volker /

    Sabe o que orc tem mais do que eu, vc e todo mundo? Tem mais e que se lascar! o bicho come crianças e mata por prazer!

  5. Renan /

    Não basta se é medíocre, tem que ser presunçoso também. Eita gente afetada!

  6. MARCOS CARVALHO /

    Infelizmente é só um autor(?) frustrado, sem talento. Coitado. Certamente tem um monte de Zé ruela que não sabe nem lê apoiando esse babaca(acreditem, os trolls existem). A memória de Tolkien deve ser preservada, ele era e ele é e sempre será um grande escritor, professor e todo o resto…

  7. gercino /

    Só o cheiro na inveja 😉

  8. Luiz Felipe Pereira /

    Eu acho que a questão é mais complexa que isso. Em cartas Tolkien compara os orcs aos mongóis. A verdade é que muitas vezes na ficção o monstro é uma alegoria das ansiedades e inseguranças raciais da sociedade. É inclusive por isso que conforme a sociedade foi se tornando mais plural e minorias raciais passaram a escrever suas próprias histórias de fantasia, obras como A Forma da Água e até Warcraft surgiram. Humanizar os monstros como forma de humanizar o outro.
    Tolkien tb desumaniza os Haradrim, que são humanos. Eles até colocaram uma cena no filme em que o Faramir se pergunta porque eles lutam para tirar um pouco o peso do conflito, até pq os fontes foram lançados em um mundo pós 11 de Setembro.
    Se Tolkien tinha consciência disso é outra questão.

  9. Pérsio /

    Esse autor deve ser mais um idiota, que segue a cartilha do “Politicamente Correto”. Acusar Tolkien de racismo contra a raça dos Orcs é só mais um absurdo, na lista imensa das burradas desse movimento. Em “O Silmarillion”, tomamos conhecimento de como Morgoth “engendrou, a partir dos Elfos, por meio de magia e de tortura, a hedionda raça dos Orcs”. Aqui, não se trata de minorias e/ou vítimas da sociedade capitalista desumana e cruel. Mas de seres MALIGNOS, criados por Morgoth, e que toda criatura decente precisa combater e destruir. Mas infelizmente não é o primeiro imbecil a ofender o Professor Tolkien. Michael Moorcock, com o infame “Epic Pooh”, leva o troféu.

  10. Jose sandro /

    Acontece isso geralmente por aqui, tem uma tal Daniela Mercury que quando quer aparecer ou mostra a sexualidade ou ataca o Cristo.

  11. Miltom brando /

    Eu sinceramente dessisto da humanidade, agora vão acusar um homem já falecido de rácismo contra personagens fícticios? que ele mesmo criou tem muita diferença dos orcs de LOTR para orcs nutelas, esse povo do políticamente correto são uns retardados só pode, isso é só um qualquer querendo ganhar nome, usando o nome do tolkien…

  12. Guilherme /

    Eu iria sugerir um boicote a este autorzinho e suas obras, que de tão medíocres, nem foram traduzidas para outras línguas. Mas basta esvaziar a audiência desta e de outras opiniões igualmente descabidas que ele e seus pares voltarão para o limbo existencial de onde vieram…

  13. Android12 /

    Esse canalha medíocre simplesmente não merece atenção. São pessoas que acusam todo conservador de racista e buscam denegrir tudo o que está relacionado a Cristo. Basta ler as Cartas de Tolkien para ver um pouco do homem extraordinário que ele foi.

  14. JULIO /

    O pior é que um bando de imbecis ainda dão moral pra um babaca desses que certamente falou essas asneiras pra aparecer na mídia e tentar vender algo (se é que ele escreve)!
    Tolkien pra mim foi e sempre sera um dos melhores escritores do mundo, e sem sombra de dúvidas o MAIOR da ficção cientifica! Escritores mais recentes falam abertamente sobre as obras de Tolkien e que sim acabaram sendo identificados ou melhor dizendo inspirados em suas obras!
    Agora quem é esse Andy Duncan? ahhhhhh vai da meia hora de c….

  15. CRISTINA MARIA MAGALHAES /

    Muito idiota o comentário, aliás tipico de nossa época. Pouco estudo, generalizações demais e mania de pegar obras do passado e lerem à luz das loucuras deste nosso século. Tolkien como católico (assim como Lewis e outros) tinham a coisa da luta do bem contra o mal bem claro. E isso é o simbolismo da obra – os que estão do lado negro da força e os que estão do outro lado, da luz. Então, a saga de Stars Wars também deveria ser atacada de racismo. A questão não é racial, é arquetípica. Se eles entendem que o mal pertence a uma raça, problema de quem lê as coisas assim tão distorcidas. pelo contrário, a obra mostra a tolerância entre diversas raças diferentes fisica e mentalmente na sociedade do anel!

  16. Felipe Lewandowski /

    Fica claro para todo fã de Tolkien que a espécie humana, quando vista através do mesmo viés fictício de SDA, figura através de suas diferenças em que há pessoas que se assemelham a elfos, outros a orcs, anões ou hobbits. Nunca foi um combate racial, mas sim um combate do bem contra o mal. A não ser que este senhor goste de relativizar tudo e chame de preconceito a luta dos nobres povos livres da terra média contra os malignos orcs escravos do pecado. Já sei, para defender orcs com tanto cinismo, este senhor sem dúvida possui àquilo que Tolkien denominou de: “personalidade orc.”

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *