George R. R. Martin: “Meu final refletirá O Senhor dos Anéis” – Por Shaun Gunner

Shaun Gunner é o atual Presidente da Tolkien Society. Eleito em 2013, Shaun fala regularmente sobre adaptações das obras de Tolkien enquanto acredita apaixonadamente que a Sociedade precisa alcançar novos públicos. Profissionalmente, ele trabalha com política, e em seu tempo livre pode ser encontrado no cinema, jogando videogame, ou em um restaurante agradável.

Shaun Gunner é o atual Presidente da Tolkien Society. Eleito em 2013, Shaun fala regularmente sobre adaptações das obras de Tolkien enquanto acredita apaixonadamente que a Sociedade precisa alcançar novos públicos. Profissionalmente, ele trabalha com política, e em seu tempo livre pode ser encontrado no cinema, jogando videogame, ou em um restaurante agradável.


 

Tradução: Sérgio Ramos.

 

O autor best-seller de Game of Thrones e A Canção de Gelo e Fogo, George R. R. Martin, afirmou que o final de seus livros refletirá O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien.

Falando na Medill School of Journalism em Illinois no começo deste mês, Martin discutiu sobre como seu final terá ecos de O Senhor dos Anéis de Tolkien. No passado, Martin falou sobre sua admiração pelas obras de Tolkien, bem como sendo amigavelmente crítico de algumas abordagens de Tolkien (veja mais AQUI1, AQUI2 e AQUI3).

George R R Martin

Contudo, desta vez ele concorda com Tolkien sobre o final das histórias, dizendo que “eu acho que você deve ter alguma esperança”:

Todos nós ansiamos por finais felizes de uma certa forma. Eu mesmo sou atraído pelo final meio amargo. As pessoas me perguntam como Game of Thrones vai acabar, e eu não vou contar… Mas eu sempre digo para esperar algo meio amargo no final, como [J. R. R. Tolkien]. Eu acho que ele fez isso de forma brilhante. Eu não entendia quando eu era criança – quando eu li O Retorno do Rei.

Em O Senhor dos Anéis, embora a busca seja bem sucedida, quando os hobbits retornam para o Condado, eles descobrem que ele foi devastado pelos homens de Saruman. Em seguida à queda de Saruman, Frodo enfim deixa a Terra-média, criando um final meio amargo no capítulo “Os Portos Cinzentos”. A Vulture reporta que Martin quer recrear essa sensação de que a vida não pode retornar à normalidade:

Ele nota que o uso da alegoria de Tolkien para revelar as verdades mais pedregosas da vida (a tragédia do pós-guerra britânico no final dos anos 40 e início dos 50, no caso de O Senhor dos Anéis), mesmo em face de uma vitória bem ganha, é brilhante. Você não pode simplesmente terminar uma missão e então fingir que a vida é perfeita, ele disse. A vida não funciona desta forma.

Artigo original: Vulture.

Artigo traduzido por Sérgio Ramos com autorização de Shaun Gunner, publicado originalmente AQUI em 12 de novembro de 2015.

By

Eduardo Stark
Eduardo Stark
Leitor das obras das J.R.R. Tolkien por mais de vinte anos. Membro e apoiador de diversas instituições de promoção internacional das obras de Tolkien e C.S. Lewis. Tais como: The Tolkien Society, C.S. Lewis Society, The Mythopoeic Society, Newman Association, Viking Society dentre outros.
Advogado e Professor.

= Email: tolkienbrasil@gmail.com
= Canal sobre livros clássicos: https://youtube.com/tresvias
= Canal sobre tolkien: https://youtube.com/tolkienista

3 comentários para George R. R. Martin: “Meu final refletirá O Senhor dos Anéis” – Por Shaun Gunner

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>